Moedas Antigas do Brasil

O Brasil foi um país com muitas moedas no decorrer dos seus anos de independência. Como a economia era altamente instável, já passamos por diversos planos econômicos e cada um político e economista que prometeu uma moeda diferente para salvar o país. As primeiras foram mesmo os contos de réis, a mesma dos portugueses porque fomos uma colônia portuguesa, descobertos por eles para todos os efeitos e seguimos o seu padrão econômico. O réis funcionada da mesma forma que o real, sendo que um conto de réis valia mais que R$ 1.000. Em novelas antigas podemos ver pessoas comprando casas a 5 contos de réis. Esta moeda veio logo após o período de ouro no país.

 

Moedas Antigas do Brasil

Moedas Antigas do Brasil

O mais engraçado dos réis eram as suas moedas, chamadas de patacas. Pouca gente conhece porque eram moedas estranhas mesmo, bem diferentes e poucas pessoas ainda a possuem, como uma herança de família hoje em dia. E tinha uma pataca de 160 réis! Quando aumentava o valor, íamos para contos, um conto de réis, subindo. Era estranha a conversão e pouca gente entendia, pois também circulada o ouro e pedras preciosas como troca e os metais nobres ainda não tinham uma grande relevância e preço nacional, apenas um alto valor de mercado mas não padronizado.

No século passado as moedas antigas do Brasil somaram oito nomes. São cruzeiro, cruzeiro novo, veio o cruzeiro de novo, depois o cruzado, depois o cruzado novo, depois o novo cruzeiro, depois o cruzeiro real para depois vir o real, a moeda vigente até hoje. Com altos e baixos ainda perdura um bom tempo e sem estimativa de troca. O real foi a mais arrasadora das moedas do Brasil, pois um real custou R$ 2.750 cruzeiros e foi a única que conseguiu fazer um real valer igual a um dólar, mesmo que tenha sido por pouco tempo.

Deixe um Comentário

Politica de Privacidade