Fabricação de Cédulas de Dinheiro

O papel para se fazer dinheiro hoje em dia na verdade é uma mistura para se fazer um papel especial. É preciso ter de 75% algodão e linho 25% para formar o papel moeda que conhecemos hoje. Na colocação da tonalidade de cor, as tintas consistem de pigmentos de cor seco misturado com óleos e extensores para produzir tintas de impressão. Não é um processo simples justamente para que a nota seja feita com o maior grau de dificuldade possível de ser copiada e assim surgirem falsas notas no mercado. Os selos coloridos e números de série das cédulas de dinheiro são impressas separadamente usando tintas de impressão regular e de forma diferenciada que uma impressora tradicional o faria.

 Os desenhos da parte da frente e de trás feitos na fabricação de cédulas de dinheiro são feitos de forma diferentes e trabalhados por meio de um processo especial.

Fabricação de Cédulas de Dinheiro

Fabricação de Cédulas de Dinheiro

Cada gravador da célula é responsável por uma parcela única do projeto e não é apenas uma única impressora que faz a nota como um todo. Uma impressora faz os animais, outra os números e assim por diante. A micro impressão das pequenas palavras contidas na nota são feitas em mais uma impressora diferenciada, como em uma fabrica com sistema de produção.

Hoje existem mais de 50 operações distintas na produção de papel-moeda para a fabricação de cédulas de dinheiro. O processo todo dura apenas minutos, mas é o suficiente para que ninguém ouse tenta reproduzir, pois jamais irá ficar perfeito. O processo de impressão principal é conhecido como a impressão em talhe doce e é como é feita a maior parte da moeda, partindo para novas etapas logo em seguida. Todo o processo é automática e em momento algum é preciso tocar nas notas, pois é tudo computadorizado e ao final as células saem prontas em menos de segundos.

Deixe um Comentário

Politica de Privacidade